13/03/2017
1
Pigmento F, Reflexões

Quando os amigos estão em fases diferentes

Haz clic aquí para leer en Español. | To read in English, click here.

Coisa boa é quando os amigos estão na mesma fase da vida. Todo mundo compartilha dos mesmos momentos, vive tudo com muita intensidade e fica fácil e gostoso dividir a vida.

(banco de imagem)

Mas a vida é dinâmica e não demora muito as pessoas vão conquistando coisas novas, dando novos passos e logo aquele grupo homogêneo de amigos se transforma em um grupo em que a única coisa que se tem em comum é o respeito e o amor pelas pessoas.

Isso é muito bom mas não é suficiente. Sabe aquela história de que só amar nao basta? Pois é, ela serve para as amizades também.

 
Tenho amigos maravilhosos no Brasil e fora dele que se mostraram ainda mais especiais quando a distância (devido a minha mudança de país) se tornou uma realidade. Com eles eu sei que sempre posso contar. No entanto isso não quer dizer que o dia a dia seja fácil porque a vida de cada um de nós já não é a mesma de quando nos conhecemos.

 
Enquanto escrevo esse post lembro de 12 amigos bem especiais. Nem todos fazem parte do mesmo grupo mas passam pelas mesmas coisas. Desses 12 amigos, 9 já são  pais/mães e os outros 3, inclusive eu, são  casados. É natural que esses 9 amigos falem muito sobre materninadade e portanto os outros 3, por mais que amemos seus filhos, ainda não somos parte desse mundo, entao não dá pra interagir nas conversas com a mesma alegria e frequência quando eles falam de mamadeiras, de material escolar ou da felicidade de ver o recém-nascido fazer cocô (incrível como os pais falam disso com a mesma empolgação e naturalidade de quem comprou um carro).

 
Aí você começa a observar que outras pessoas do mesmo clube, o “clube maternidade” começam a fazer parte das festas de aniversário, casamentos e outras comemorações. E você vai se dando conta de que a vida está realmente se movimentando de um jeito diferente.

 
Nesse mesmo grupo também vivemos a difícil tarefa de que cada um entenda a agenda do outro e talvez o seu grupo de amigos tenha uma dificuldade parecida com a nossa.

Por um lado estão os que trabalham em empresas com um dia cheio e que só conseguem olhar no celular no final do dia, com sorte no final de semana para dar aquele oi no WhatsApp e torcendo para não estar incomodando, afinal, tem um fuso horário gigante entre nós.

 
Por outro lado estão as mães ou pais que decidiram ficar em casa com os filhos nos primeiros anos de suas vidas. Eles têm muito trabalho e com certeza é um trabalho ainda mais cansativo e que nunca tem fim. Estão 24 horas trabalhando mas entre uma fralda e outra conseguem conversar – quer dizer, mandar um áudio porque com criança no colo é difícil escrever – e geralmente vem na madrugada quando o primeiro grupo está dormindo ou durante o dia quanto o primeiro grupo está em alguma reunião de trabalho.

 
No meio disso tudo ainda temos o grupo que trabalha fora mas com um horário flexível, sem precisar estar 8 horas por dia em uma empresa. Podem trabalhar de casa ou de outro lugar. Eles trabalham pra caramba mas tem o previlégio de organizar a agenda diária de forma que possam trabalhar e ter tempo para coisas pessoais.

 
12 pessoas, cada uma com uma agenda e fase da vida diferente, que se amam, se apoiam, mas com uma tremenda dificuldade de entender os tempos do outro. Ninguém duvida da importância que continua tendo para cada um, mas o que trabalha fora com horários flexíveis tem dificuldade para entender quando o que trabalha em horário integral e num ambiente rígido nao consegue dar um oi no WhatsApp nem na hora do almoço. E ambos grupos tem dificuldade de entender que os que estão  em casa com os filhos só vão conseguir conversar quando eles dormem e que por muito tempo vão conversar sozinhos porque os horários dos outras pessoas não bate com os deles.

 
Se antes era a coisa mais fácil do mundo planejar uma viagem juntos, agora isso é quase mover o mundo porque não é só a agenda dos adultos mas tem que ver as férias escolares das crianças e quando quem mora fora pode ir também. E esse é apenas um dos problemas.

 
E tudo isso é muito bom, mostra que a vida seguiu seu curso e que continuamos especiais para os nossos amigos mas ainda assim precisamos ser honestos em admitir que a amizade pode ser a mesma mas a convivência vai mudar. E quando aceitamos isso entra o desafio de amadurecer, de lembrar que um dia fomos aquele grupo cuja única preocupação era chegar a tempo para o encontro no cinema, em que marcar algo faltando 30 minutos era super possível mas eram outros tempos, outra fase. A amizade continua, a disponibilidade não e a gente precisa aceitar isso sem duvidar da importância que temos para o outro.

 
É difícil mas é possível e preciso. Se você já passou por isso, vai entender meu post.

 

06/02/2017
2
Reflexões

A Internet virou vitrine da nossa falta de educação

Haz clic aquí para leer en Español. | To read in English, click here.

Costumo dizer que as pessoas não ficaram mais mal-educadas, elas apenas tiveram acesso a internet. Digo isso porque a internet virou o lugar perfeito para ser “sincero”.

redes sociais

Com essa onda de direitos, liberdade de expressão e a clássica “tenho o direito de dizer o que penso”, temos muito mais acesso aos comentários indelicados das pessoas do que quando a internet era uma mera possibilidade e a geração que já nasceu virtual, vai inconscientemente assumindo como normal expressar tudo o que pensa sem o mínimo de filtro.

Obviamente que temos o direito à expressão mas será que isso tem que ser a ferro e fogo inclusive sobre algo que diz respeito ao outro?

Já percebeu como inconscientemente usamos a internet para aflorar o nosso lado amargo e muitas vezes sem propósito?

Fulano sobe uma foto sobre o quanto foi legal o seu final de semana e em segundos a gente diz que ele errou no look. Às vezes, para amenizar a crítica, dizemos “que legal” e logo vem um “mas errou feio na escolha da roupa, colega”.

Uma mãe sobe a foto com seu filho para de repente compartilhar um momento ou uma dica interessante que pode ajudar outras mães. Não demora muito e aparecem 100 comentários, onde 5 agradecem, 5 criticam de forma pesada a dica sem nem considerar que ela fez na intenção de ajudar e 90 destilam defeitos sobre a aparência física da criança.

Quem nunca viu um vídeo no Youtube em que o conteúdo era repleto de informações relevantes mas a qualidade de som e imagem deixou a desejar, e ao invés de ler comentários agradecendo o conteúdo, sugerindo melhoras ou de repente até se colocando no lugar ao se perguntar se a pessoa tem condições de ter um equipamento melhor; viu uma bíblia de comentarios com ofensas, palavras como “lixo de vídeo” e etc?

Viramos uma geração de extremos, uma geração que por condenar o que classifica como “mi mi mi“, deixa de lado atitudes básicas de bom senso e gentileza.

Somos a geração que por anos pediu para ser ouvida e quando teve a palavra nao tinha nada melhor pra dizer.

Somos a geração que joga diariamente no lixo todas as boas maneiras que nossos pais nos ensinaram.

Somos a geração que mais colabora com programas de responsabilidade social mas a que menos se importa com o outro.

Somos a geração que entende tudo de meios de comunicação e que não entende nada sobre se comunicar, sobre por favor, sobre obrigada, sobre reconhecimento, sobre pensar o que quiser e dizer apenas o que convém.

Nos interessa o like a qualquer custo, a polêmica sem sentido e ser conhecido por ser “autêntico”.

Vemos uma foto ou um texto e ignoramos totalmente a motivação por trás dele e nos comportamos como se tudo o que aparece na nossa timeline tivesse sido postado por um robô, entao dá no mesmo o que vou dizer. No fundo estamos muito mais robotizados do que imaginamos, temos frieza e calculismo de sobra.

É irônico que a geração que mais deseja um mundo melhor, que mais faz protestos, que mais quer fazer valer os seus direitos, que mais defende causas humanas, deixe a desejar em atitudes tão básicas, onde nao percebe que o clichê “gentiliza gera gentileza” é a coisa mais verdadeira do mundo. Com isso briga por coisas grandes e não alimenta a cadeia de boas maneiras que seu comportamento poderia desencadear e a bola de neve de um mundo sem amor só vai aumentando.

Minha mãe dizia: pense bem antes de falar. Hoje em dia vale pensar bem e ter mais empatia antes de enviar.

21/12/2016
12
Como é morar fora, Reflexões

Sobre o Brasil não se parecer com a América Latina

Haz clic aquí para leer en Español. | To read in English, click here.

Talvez você seja diferente de mim mas até 2010, quando ainda morava no Brasil, eu achava que tinha contato com a América Latina, afinal,  o Brasil faz parte dela. Aí eu fui morar no Chile em 2011 e conheci não apenas os chilenos e sua cultura,  mas também os argentinos, peruanos, venezuelanos, colombianos, bolivianos e equatorianos, com quem tive o prazer de trabalhar, ser amiga e conhecer de perto a riqueza cultural dos seus países. Nesse momento ficou mais forte a sensação de que cresci em uma ilha.

Sabe quando você conhece um grupo de amigos e eles começam a conversar sobre coisas que não necessariamente viveram juntos mas que se sentem identificados, e então começam a rir, o outro diz que era assim mesmo e todos os outros concordam mas você não tem o que dizer porque não viveu nada daquilo? Foi assim que me senti quando saí do Brasil e passei a ter contato com os países vizinhos. Cada um deles tem a sua própria cultura mas todos possuem denominadores em comum: o idioma, influências musicais, sabores, literatura, programas infantis, novelas, cinema e etc. É fácil para os nossos vizinhos ir morar em outro país da América Latina e não sentir um choque cultural tão forte mas um brasileiro não pode dizer o mesmo e nem o nosso vizinho que vai morar no Brasil.

Isso ficou ainda mais claro para mim depois da série La Mirada Chilena não só pelos depoimentos dos participantes mas com todos os comentários e emails que passei a receber dos nossos hermanos. Em geral, amam o Brasil mas possuem a mesma sensação de distância que eu tenho. Essa semana recebi um email de um grupo de amigos que viajou para o Brasil há 1 mês. Eles foram comemorar 10 anos de amizade e escolheram o Brasil como destino. Amaram tudo, o email era cheio de carinho mas tinha uma parte dele que merecia virar um post no blog e por isso pedi a eles permissão de publicar aqui. Reflitam!

sounds-and-colours-brazil-logo

“Oi, Fê! Tudo bem? Amamos o seu blog e foi pela paixão e respeito que você demonstra pelas diferenças culturais que escolhemos o Brasil para viajar em grupo para comemorar nossos 10 anos de amizade. Nosso grupo é bem latino. Somos 10 pessoas, sendo 2 chilenos, 1 peruano, 3 colombianos, 1 argentino, 1 equatoriano e 2 venezuelanos. Sempre nos divertimos e aprendemos com as nossas diferenças mas nos unimos ainda mais com tudo o que temos em comum.

Ir ao Brasil era um sonho dos 10. País de gente linda, de lugares fantásticos, de uma comida variada, de muita riqueza. Ficamos encantados com tudo e concordamos com todas as impressões boas que os estrangeiros levam dele. Mas uma coisa nos deixou tristes: ver que o Brasil é um continente e não um país latino. 

Cada um de nós (do grupo de amigos) já visitou o país do outro e por mais novidades que ele tivesse, sempre nos deparávamos com algo que era comum a todos, que nos dava a sensação de estar entre irmãos que um dia viveram na mesma casa, se distanciaram mas que quando voltam a se reunir se sentem identificados. Isso não aconteceu no Brasil. 

Sabe aquela coisa de sentar num restaurante ou entrar numa balada e de repente ouvir uma salsa, um merengue, uma cumbia ou qualquer outro ritmo que os 10 se olhassem e dessem aquele grito de ‘uau, vamos dançar muito porque essa é das nossas?´ Então, não teve. 

Sabe aquele momento em que você tenta uma conversação com outros brasileiros e aí começamos a falar de coisas da infância, de programas de tv, de bandas para adolescentes que marcaram a geração latina? Pois é, nos demos conta de que nós, os 10 amigos, vínhamos de países distintos mas tínhamos total conexão e voltamos com a impressão de que os brasileiros só se conectam com eles mesmos.

Tem também a questão do idioma, vocês não falam espanhol e talvez isso explique o distanciamento com o resto do continente, o que acreditamos não ser a resposta ideal porque apesar do resto do continente não ter contato com o português, nossas livrarias recebem Paulo Coelho, Jorge Amado, Carlos Drummond, João Guimarães Rosa e vários outros. Nossas playlists conhecem Rita Lee, Caetano Veloso, Ivete Sangalo, Gonzaguinha, Legião Urbana, Cazuza e muita gente talentosa. Apesar da maioria resumir o Brasil ao Rio de Janeiro, todos sabem que cada parte do país tem paraísos maravilhosos. Em compensação, sentimos que os brasileiros em geral não sabiam ou não tinham contato com nada que não fosse de fabricação nacional e quantdo tentavam não parecer distantes a tudo, falavam sobre o Chaves, a Shakira e a Usurpadora. Era o máximo que conheciam porque até achavam que nós 10 éramos todos iguais e nossos países também e bem, você sabe, não somos.

Quando era para se comunicar faziam um grande esforço – admirável até – para nos entender; mas sempre davam preferência para conversar em inglês. Sabemos que é o idioma mundial, que tudo se resolve com ele mas os países europeus, por exemplo, possuem diversos idiomas e usam o inglês somente para se comunicar com quem não sabe o idioma local. Não seria o caso do Brasil pensar na possibilidade de ter o español como segundo idioma, sendo ele parte de um continente que em sua maioria o usa no dia a dia? 

Amamos o Brasil e vamos voltar. Está entre os lugares que mais vale a pena visitar. No entanto, será melhor para um latino se ele encarar o Brasil como outro continente, um Brazil com Z.”

Não sei o que você pensa a respeito, gostaria de ler o seu comentário, mas com certeza quem saiu do Brasil para viver nos países vizinhos, vai entender melhor o que este email quis dizer.

  • Beleza de lá cordilheira de Los Andes 🇨🇱🏔👏-- Para todas as perguntas apenas escreve-nos WhatsApp 📲 +56 9 67101706
-
#southamerica #bonitodemais #chile #trip #travel  #viagemincrível #viagem #chilelindo  #viagempersonalizada #feriasnochile #vallenevado #feriasnochile #dicapigmentof #santiagodechile #dicasdochile #conchaytoro #cajondelmaipo #santiago #turismochile #tripadvisor #travelgram #snow #embalseelyeso #cajondelmaipo #pigmentof @likechile
  • Parque bicentenário #mestizo #naoGostei #daCara #masNao #tiveOpcao #eraOmarido #enaoOSogro #masAmo #mesmoAssim #chile #santiago #dicapigmentof #viaje #conLaFamilia #familia #alegria #amor #
  • Troca de guarda no Palácio de Lá Moneda 👮🏽💂🏻‍♀️🇨🇱 #chile #santiago #palaciodelamoneda #dicapigmentof #caraDeSemGraça #masNaoTirei #outraFoto #sogroNao #estavaPerto
  • Plaza de armas #chile #santiago #plazadearmas #lookdodia #muitaFoto #surraDeFoto #modelando #seAchany #quirida #dicapigmentof
  • We Make The Diference !!! Fazemos a diferencia !!! Isto é Chile 
Agencia de Turismo
istoechile@hotmail.com
+56982349850 Whatsapp

#embalseelyeso #cajondelmaipo #instatravel #dicapigmentof #istoéchile #adventure#idventuretravel
  • Olha pessoa outros amigos curtindo y ficando muito felices con nuestro trabalho ☃️👏 #lucerotravelchile 🇨🇱🇧🇷 obrigado por lá confiança 💪 -- Para todas as perguntas apenas escreve-nos WhatsApp 📲 +56 9 67101706
-
#southamerica #bonitodemais #chile #trip #travel  #viagemincrível #viagem #chilelindo  #viagempersonalizada #feriasnochile #vallenevado #feriasnochile #dicapigmentof #santiagodechile #dicasdochile #conchaytoro #cajondelmaipo #santiago #turismochile #tripadvisor #travelgram #snow #embalseelyeso #cajondelmaipo #pigmentof @likechile @e1000iana @cicero__antonio
  • Essa foto representa a paciência de meu marido 😒🙄 #masAmo #mesmoAssim #chile #santiago #cousinomacul #vinicola #lindoDia #familia #amor #dicapigmentof
  • Melhor do que as pessoas que estão felizes com o nosso trabalho👏 #lucerotravelchile 🇨🇱🇧🇷 obrigado por lá confiança 💪 -- Para todas as perguntas apenas escreve-nos WhatsApp 📲 +56 9 67101706
-
#southamerica #bonitodemais #chile #trip #travel  #viagemincrível #viagem #chilelindo  #viagempersonalizada #feriasnochile #vallenevado #feriasnochile #dicapigmentof #santiagodechile #dicasdochile #conchaytoro #cajondelmaipo #santiago #turismochile #tripadvisor #travelgram #snow #embalseelyeso #cajondelmaipo #pigmentof @likechile @vinicius_santarosa
  • Olha pessoa um Moai 🗿 escultura réplica da Ilha de Páscoa que fica a 3700 quilômetros frente à costa do pacifico -- Para todas as perguntas apenas escreve-nos WhatsApp 📲 +56 9 67101706
-
#southamerica #bonitodemais #chile #trip #travel  #viagemincrível #viagem #chilelindo  #viagempersonalizada #feriasnochile #vallenevado #feriasnochile #dicapigmentof #santiagodechile #dicasdochile #conchaytoro #cajondelmaipo #santiago #turismochile #tripadvisor #travelgram #snow #embalseelyeso #cajondelmaipo #pigmentof @likechile
  • Olha Pessoa bicho 😱 una chama 👏 -- Para todas as perguntas apenas escreve-nos WhatsApp 📲 +56 9 67101706
-
#southamerica #bonitodemais #chile #trip #travel  #viagemincrível #viagem #chilelindo  #viagempersonalizada #feriasnochile #vallenevado #feriasnochile #dicapigmentof #santiagodechile #dicasdochile #conchaytoro #cajondelmaipo #santiago #turismochile #tripadvisor #travelgram #snow #embalseelyeso #cajondelmaipo #pigmentof @likechile
  • Olha pessoa leões-marinhos desfrutando as ondas do Pacífico🐋🌊🗿🌅🇨🇱🇧🇷 -- Para todas as perguntas apenas escreve-nos WhatsApp 📲 +56 9 67101706
-
#southamerica #bonitodemais #chile #trip #travel  #viagemincrível #viagem #chilelindo  #viagempersonalizada #feriasnochile #vallenevado #feriasnochile #dicapigmentof #santiagodechile #dicasdochile #conchaytoro #cajondelmaipo #santiago #turismochile #tripadvisor #travelgram #snow #embalseelyeso #cajondelmaipo #pigmentof @likechile
  • Olha pessoa lembrando copa América que aconteció en Chile junto a nuestros amigos brasileros junto a Motorista Nicolas 👏👏🇨🇱🇧🇷 Para todas as perguntas apenas escreve-nos WhatsApp 📲 +56 9 67101706
-
#southamerica #bonitodemais #chile #trip #travel  #viagemincrível #viagem #chilelindo  #viagempersonalizada #feriasnochile #vallenevado #feriasnochile #dicapigmentof #santiagodechile #dicasdochile #conchaytoro #cajondelmaipo #santiago #turismochile #tripadvisor #travelgram #snow #embalseelyeso #cajondelmaipo #pigmentof @likechile